domingo, 8 de dezembro de 2013

6 meses Diogo


A 23-11-2013
(post atrasadito!)

E chegámos aos 6 meses, 1/2 ano de menino!

Uma ternura, um doce boneco a despertar para a vida.
Quer sentar-se a todo o custo. Mal o pomos na espreguiçadeira estica-se para a frente e para ficar sentado. Assim amarrado lá se vai equilibrando e não se importa de ficar torto.
Agarra e brinca com os objectos, começou logo após os 5 meses. Vai de imediato tudo para a boca.
Dá umas turrinhas deliciosas com um sorriso lindo. O avô faz piu piu com a mão e fica a rir, já à espera das cócegas. Faz uns estalinhos com a boca que parecem mesmo beijinhos!!!

Já come bem a sopa, estranha apenas as alterações semanais durante dois dias. Estranha-se... e entranha-se! Já vamos na semana da carne (só cozer e tirar). A fruta, adora! Começou há uma semana a papa e aí é que não foi preciso adaptação! Come desde o primeiro dia quase o máximo permitido. E fica de barriga cheia sem fome para a refeição seguinte!

É muito calmo e bem disposto. Então fora de casa, com companhia, festa e colos, não há menino, o que motiva as famosas frases "não dá trabalhinho nenhum". Claro que dá, o normal de um bebé. Está é habituado a ter que repartir atenção com a mana e a esperar mesmo que berre. Já é o 2o e conhecemos as manhas.
Sorri à mínima coisa, até basta aparecer alguém. Com a irmã derrete-te e foi com as brincadeiras dela que deu a primeira série de gargalhadas seguidas, ao ponto de ter que lhe pedir para parar. Comigo também já tinha dado algumas, mas era batota pelas cócegas com beijinhos no pescoço e barriga.
Esta semana demonstrou sentir quando me afasto. Uma vez fui à sala e saí sem lhe dar atenção e noutra despedi-me para ir buscar a Joana e começou a chorar, muito aflito.

Dorme cada vez menos de dia e ainda assim as noites são muito variáveis. A tendência é serem de 8h com ou sem interrupção para biberão, com ou sem ficar acordado de madrugada.
O suposto dente... desapareceu! Diz a pediatra que o viu na consulta por causa da tosse, que devia ser uma glândula na gengiva.

À custa das más disposições do suposto dente / alterações alimentares, passou a gostar da chucha e muito!




1 comentário:

Mara Quinta disse...

Jasus! Os nossos meninos já com meio ano... tomara eu que o Pedro gostasse de xuxa...
Beijocas