Lilypie Joana

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Diogo

Lilypie Third Birthday tickers

terça-feira, 29 de maio de 2012

O telhado

O fim-de-semana começou a ser planeado... pelo telhado. É verdade, a nossa casa de família da aldeia está em obras e fomos convocados pelos pais e tios para contribuir na renovação do telhado. Somos, os seis primos, fiéis depositários desta preciosa herança, a casa, que tem passado de geração em geração e nos foi deixada pela avó M.. Numa família com muitas ramificações, desde os trisavós, foi uma sorte ter chegado até nós. Só há pouco tempo, quando as primas do Brasil fizeram a árvore genealógica tive a noção de como a família é/foi grande.

Então o fim-de-semana, que começou pelo telhado, transformou-se em mais uma reunião de família, cheia da deliciosos momentos.
Cheguei depois do almoço, após a manhã no meu fabuloso curso de HST, ainda a tempo de saber que a minha prima S. afinal não está simplesmente grávida, mas sim duplamente grávida! Mais uns gémeos para brincarem com a Joana e com... as gémeas M. e B.! (ainda não se me fechou a boca, mas a alegria é a dobrar). Parece que está a virar moda!
Passámos telhas, uns aos outros, mão em mão, em fila para serem colocadas no telhado, enquanto mandávamos umas "postas".
Durante esse período, a Joana passeou e brincou com as primas, sob supervisão da "mum-to-be", que é mesmo para treinar (ai Jesus...). E ainda descascaram fadas, ou fabas, isto é favas, que a miúda é do Norte. Neste norteio também queria "barrer a baranda". ;)

Para domingo ficámos menos e fui com o meu pai, marido e filhota apanhar cerejas. Descobri que pode ser extremamente terapêutico. Então a parte em que eu e a Joana tirávamos dos galhinhos e comíamos e eles os dois apanhavam empoleirados na árvore, é que foi mesmo relaxante (não que a Joana não quisesse e tenha tentado trepar!). Diz o meu pai que evoca os nossos instintos recolectores primitivos. E sim, neste caso foi, porque quem plantou a cerejeira foi o meu querido avô H. e nós só nos limitámos apanhar.
Que paz ali no meio das terras, só com os barulhinhos da natureza.

Se a vida ter der cerejas, come-as, que depois de partir e repartir, ficas ainda com cerejas que cheguem! E como as cerejas são... como as cerejas, vêm sempre umas atrás das outras, aqui fica o orgulhoso cestinho da Joana:



(e como sou inteligente, mesmo depois do post "When in doubt, get out", deixei a máquina em casa, logo registos só na memória)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

E ainda...

"Lavar o rabinho n debi"
"Isso é um aiped?" - moldura digital
"É a bandeira de linglaterra?" - logotipo na minha roupa
"Ir ao méquido" - já não diz, é para mais tarde recordar
"É para refechar" - ao deitar-se na banheira, nova palavra para relaxar + refrescar ;)
"Aquele é o caminho para criatura pesada?" - podia ser, por exemplo para um elefante, mas é mesmo para viatura pesada - resulta das "aulas de condução" com o pai. ;)
A lua que vimos ao caminhar perto da praia: "Que gira a lua, é uma luz de presença!" - para os peixes acrescenta o pai
"Tenho que fazer um cariado de limão" (carioca)
"Pim pão pum cada bola mata um pó peri pó perú"...
"Quero descascar fadas!" (favas)


É uma conchinha de pérolas!

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Mais Pérolas

O meu bebé para um lado, um meu bebé para o outro, vai ser assim e assado, o meu bebé na barriga...
"- Na barriga? Qual barriga?" - pergunto
"- Na tua!" - diz como se daaaaah mamã!

"- Posso pôr no Panda?" - pergunta depois do jantar
"- Espera que o papá está a ver o futebol, aproveita para brincar"
"- Também posso ver o futebol!
E assim ficou, quase meia hora, a ver o Sporting-Atlético de Bilbau...
Pelo meio, sob nosso protesto:
"- Não consigo brincar, é melhor ver o futebol ou as notícias."

"O Benfica presta!"
"Presta para quê?" - digo indignada
"Para nada!" - conclui
(Grande) Casa de pais, escola de filhos"

..........
estas estavam guardadas, tinha-me esquecido de publicar, daí o campeonato já ter até acabado ;)

Multibanco incauto

Adoro, adoro quando o multibanco grita: "Retire o seu dinheiro" quando demoramos mais do que um segundo a tirá-lo da ranhura. Também podia gritar "Sr. gatuno, aproveite que o guito vai sair agora! Este cliente não faz qualquer outra operação, é levantamento mesmo!"

Ainda bem que nos dão os conselhos como verificar se está alguém a seguir-nos/aproximar-se, se local não é demasiado isolado, esconder a marcação do código, etc...

"Retire o seu dinheiro!"


quinta-feira, 24 de maio de 2012

Coisas do Coração

A culpa foi minha ;) Desde que relembrei no blog Pastilha Elástica a ideia do fio invisível que une os nossos corações aos dos filhos, achei uma óptima ideia para ajudar a Joana a vencer o medo da separação ao ir para a escolinha.
Assim quando vem com a "chantagem emocional" de manhã do género "Vou ter saudades tuas" digo: "abanas o fio e lembras-te que a mamã está sempre contigo, do outro lado do fio transparente".
E vai daí têm saído sentidas pérolas, muito úteis para rematar à mãe, quando esta lhe dá os raspanetes necessários (isto é, quando tem que ser mãe) ou simplesmente quando quer mimocar a situação.

"Não te sinto no meu coração." - muito triste, capaz de fazer chorar as pedras da calçada e a mim também, após ralhar numa birra
"A M. não vem mais para a minha escola, ela é o meu amor..." - suspirando à janela (esta já é bis)
"O meu coração disse para te dar um abraço!" - feliz, quando a fui buscar ao infantário e me deu o 2º abraço, enquanto falava com a educadora
"Dá cá um abraço para sentir o teu coração" - neste caso era literalmente, já que me apertou com força

E também saem aquelas certeiras chantagens emocionais:
"Tu estas sempre zangada! Eu não queria que estivesses zangada! - e estava mesmo, perante mega-birra, porque o iogurte tinha que ser de morango e não nata. Era o iogurte preferido com smarties que me tinha custado um balúrdio! Sim, filosofei muito!
"Faz um sorriso" - que é o que lhe digo quando está triste
"Não disseste "meu amor" há muito tempo" - pois não, há 5 minutos só.

Na verdade a miúda dá-me a volta e nunca sei se está a sentir profundamente as coisas, se estou a exagerar a ralhar ou se o objectivo é mesmo me dobrar! E consegue, raça da miúda!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Crescer para Amar


Este fim-de-semana estivémos num encontro para casais, "Crescer para Amar". Nunca tinha ido a algo do género e ultimamente até temos andado (estupidamente) afastados da igreja (não dos valores).
Aceitámos, ou melhor, primeiro eu ;) , o convite da P. e do N. que já lá tinham ido há 2 anos. Eu achava mesmo importante como ajuda para tirar as areias da engrenagem, não por haver um problema grave entre nós.
É coordenado pelo padre Pires e uma equipa de vários casais. Falam sobre vários temas e os casais dão o seu testemunho. Foi "levar no pêlo" de manhã à noite! Intenso!
Revelou-se uma paragem, uma oportunidade para reflexão profunda sobre a vida e o casamento, enquadrada em Deus, enquanto Amor. Foi bom pensar sobre várias questões que às vezes passam pela cabeça, mas fogem rapidamente. Foi um mergulho profundo em nós mesmos, encontro enquanto casal. Saímos de lá renovados e muito mais fortes. Agora é praticar!
Não esqueço nunca mais e recomendo, haja ou não problemas no casal!
"Crescer para Amar é que é! É é!" - ficou no ouvido ;)

Quando for grande

"... quero ser profª de inglês! E vou ajudar os meninos!"

Adora as aulinhas de inglês desde o início do ano. Terça-feira era o seu dia preferido por causa desta actividade. Ultimamente como "embirra" que não sabe desenhar (e sabe perfeitamente) e pintam ou desenham algo alusivo ao tema que estiverem a tratar, acaba por embirrar com o inglês. Quer que a profª ajude e chora como uma desalmada. Por isso é que diz que quer ajudar os meninos quando for grande!!!

Acreditasse a miúda que consegue fazer tudo o que quiser e tentar, a vida corria-lhe bem. Melhor ou pior, o perfeito não é necessário - andamos a tratar disso, com ajuda da psicóloga.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

When in doubt, get out!

A propósito deste lema que vi no blog do fotógrafo António Sá de que gosto muito e sigo no blog "The Quality Times", lembrei-me desta foto que tirei há umas semanas no Parque da Cidade no Porto.




É verdade que vale a pena sair para passear. Há dias que pouco prometem e se transformam em grande diversão em família. Para mim, entusiasta do clic-clic (amadora convicta ;) ), deu para tirar uma foto bonita, com um telemóvel (até para o estrear).

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Chill out

Com o bom tempo que tem estado deu para o chill out no nosso lounge, que é como quem diz, no terraço do prédio.
(pazes feitas com a bike, o capacete era prenda dos avós - soubesse esta miúda esperar e a vida corria-lhe melhor)

quinta-feira, 17 de maio de 2012

A cama nova


Chegou poucos dias antes do aniversário, aproveitando a onda "agora és crescida, tens que ter uma cama grande" e ela querer, sem ficar triste "ooooh a minha caminha".
Após o choque inicial de ver uma cama tão grande no quarto - estava habituada a uma filhota pequena numa cama pequena e chego à conclusão que é uma filhota grande, numa cama grande - ficou muito bem. Foi feita à medida e conforme pedido na Loja Nicho, onde tínhamos feito a 1ª mobília.
E já está preparada para as "eventualidades" - a gaveta é uma 2ª cama para acompanhar a Joana no caso de estar doente, para uma visita ou para um 2º filhote.

Ficou muito contente - tenho pena de não ter fotografado a surpresa e o riso - e orgulhosa da sua cama, onde cabem todos os seus amigos peluches. Pus uma decoração mesmo mimosa, mesmo menininha!
Dormiu lá bem, não se perdeu. ;)

No dia dos anos foi surpresa para o resto da família (já disse que gosto de fazer surpresas, ou é surpresa?), especialmente para a minha mãe que já me andava a massacrar "vai ver a cama", "aproveita para ver a cama" - e tinha razão, já era hora. Com isto arrumei tudo de bebé. Buuuuááá!

No sábado, ao fim de uma semana na cama nova, concluiu que o facto de entrar e sair lhe permitia ir ter connosco e às 7h30 foi mesmo. Chamou, mas pôs-se a caminho, ouvi-a mexer-se, descer e tic-tic-tic até à porta. "Anda" disse eu e lá chegou ao ninho.







quarta-feira, 16 de maio de 2012

Porque é que uma mulher deve gostar da sua cozinha


Tu és mais forte


Esta música é mesmo boa para uma que eu conheço. ;)
E que (agora) adora ouvir.


Tu és mais forte - Boss AC

"Tu és mais forte e sei que no fim vais vencer
Sim, acredita num novo amanhecer
Não tenhas medo, sai à rua e abraça alguém
E vai correr bem, tu vais ver

Tu mereces muito mais
És forte, abanas mas não cais
Mesmo que sintas o mundo a ruir
Quando as nuvens passarem vais ver o sol a sorrir
A estrada não é perfeita
Apenas uma vida, aproveita
Só perdes se não tentares
E não desistas se falhares
O que não mata engorda
Torna o teu sonho real, acorda,
Limpa as lágrimas e luta
Segue o teu caminho e escuta
A voz dentro de ti
As respostas que procuras, dentro de ti
Acredita em ti que tu és
Mais forte e tens o mundo a teus pés

Tu és mais forte e sei que no fim vais vencer
Sim, acredita num novo amanhecer
Não tenhas medo, sai à rua e abraça alguém
E vai correr bem, tu vais ver

Um dia tudo fará sentido
E vais ver que terás o prémio merecido
És o que és, não és o que tens
A tua essência não se define pelos teus bens
Às vezes as pessoas desiludem
Mas não fiques em casa parado à espera que mudem
Muda tu rapaz
Muda a tua atitude, vais ver ver que és capaz
E nada te pode parar
Os cães vão ladrar e a caravana a passar
O teu sorriso de vitória no rosto
Nem tudo é fácil mas assim dá mais gosto
Quando acreditas a força nunca se esgota
Só a reconheces a vitória se souberes o que é a derrota
Vais ver que no fim acaba tudo bem
Sai à rua e abraça alguém

terça-feira, 15 de maio de 2012

A festa


O dia passou no infantário. Ainda hesitámos entre ficar em casa, para aproveitá-lo comigo e a fazer "o que lhe apetecesse" ou ir e aproveitar o dia com os amiguinhos. Acabámos por optar levá-la, já que era, por um lado, uma oportunidade para passar um dia "bom" de escola e por outro a única festa com crianças pequeninas como ela. (Somos apologistas de festejar no próprio dia, pelo menos enquanto ela não pedir uma festa mais infantil, logo complica reunir toda a gente.)
Perguntei se queria ir e respondeu que sim, sabia que era a "rainha" do dia, com direito a muitas surpresas.
Fiz o bolinho do Peixe, "cópia descarada" do blog da amiga M. e não me saí nada mal! Ficou muito fofo e gostaram muito. Teve direito aos Parabéns à chegada e à sua coroa. Ao lanche fizeram festa de novo e soprou as velas.

Passei o dia entretida com os preparativos para o jantar, tentando afastar os pensamentos de "há 4 anos estávamos tão juntinhas e agora não, ai meu Deus como cresceu e agora está na escola e provavelmente daqui a 10 nem vai querer festejar connosco".
A festinha correu bem, estiveram cá os tios, primas, avós e bisavós da Joana. O bolinho era do Gombby e ela adorou, são os seus desenhos animados preferidos. Foi feito pela querida Ana Soares, dos Docinhos da Ana, que nestas andanças (ainda) não me meto. ;)



Joana, à hora em que nasceste, às 15h certas, troquei com o papá mensagens lindas sobre o quanto és o nosso maior sonho realizado, o nosso maior projecto em conjunto, a aventura e desafio mais alucinante. Sermos teus pais é a nossa mais bela e nobre missão na vida. E tão gratificante!
Queremos que sejas muito feliz e faremos tudo o que for possível para que tal se concretize.
Ser tua mãe é tudo, é um privilégio, a maior benção que podia ter!
Amo-te muito! Infinitos mil e um! ;)




(o dia também foi de choro e birras, na escola e em casa. Quando a educadora disse que ia comer o bolo todo. Quando recebeu a bicicleta, em vez de ficar contente reclamou pelo capacete, o que me deu vontade de transformar a bicicleta num avião pela janela. Passou tudo à hora do jantar, felizmente. São aqueles episódios para mais tarde não recordar de tanto que doem... que passem rápido...)

terça-feira, 8 de maio de 2012

Dia da Mãe

Na escolinha a festa foi na 6ª feira passada à tarde. Foram momentos muito bons e vi a minha filhota muito feliz por eu lá estar, a brincar com os amiguinhos e a participar nos jogos. Também me fez bem a mim, nesta fase tão conturbada de infantário.
O 1º desafio foi o jogo das diferenças, identificar algo que tivessem mudado nas crianças. Depois foi a caça ao tesouro, a partir de um envelope com uma pista encontrar um cartão escondido. Fomos as primeiras, graças à inteligência da minha filhota! ;) Recebemos o 1º prémio e como tal a Joana ficou radiante!
O domingo, dia da Mãe "oficial", passámos na comunhão de uma prima, logo acabou por ter mais significado o dia na escola. À noite estive com a minha mãe, a melhor do mundo, mas para mim, todos os dias são dias desta minha grande mãe.
Parabéns a todas as grandes mães e aos filhotes por nos tornarem as melhores... E mais felizes!

------
Este post está a sair às pinguinhas, agora vai!
Faltavam as prendinhas:

- um frasco de cheirinho, feito com copo de iogurte e raspinhas de sabão em camadas de cor.

- uma flor feita com uma palhinha e cartolinas pintadas e a mensagem pensada pela Joana: "A minha mãe... é simpática e amiga e dá-me muitos beijinhos porque gosta de mim."
Não há melhor!



sexta-feira, 4 de maio de 2012

Desejos

Ao deitar, já de luz apagada:
"As persianas estão abertas ou fechadas?" - pergunta a miúda
"Abertas." - sem perguntas para não esticar a hora
... ... ...
"Sabes porque é que quero as persianas?"
"Não."
"Queria olhar para o céu e pedir um desejo."
"Pedes amanhã.
"Ainda dá?"
"Dá. E qual era o desejo?"
"Não posso contar, se não, não se ializa"

Não te preocupes princesa, o teu desejo é o nosso desejo. ;)

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Novidades

A minha prima S. está grávida, a minha amiga J.P. também. O meu primo T. vai casar. Há mais um punhadinho de amigos que também vão ser papás, pela 2ª vez (S.L., A.O., I.F, ...). E há uns quantos a trabalhar para isso... ;) (E.S., V.O., A.C.)
Com tanta Felicidade junta, ainda dizem que há crise!!!