Lilypie Joana

Lilypie Kids Birthday tickers

Lilypie Diogo

Lilypie Third Birthday tickers

terça-feira, 31 de julho de 2012

Assim ou com mais molho, vale tudo

"A banheira está a ficar encha"
"Vou ver a minha medura" - na régua da parede
"A professora Pitcher" - Pitcher passou a nome próprio da teacher de inglês

sábado, 28 de julho de 2012

Calmaria*




* Para ouvir com o volume no máximo!

Já começou

Há quem diga que até foi tarde. Eu acho muito cedo.
Gostei apenas da parte de querer experimentar algo novo. Há tempos nem pensar em pintar as unhas. Viva a persuasão da prima C. .
Também gostei de querer tirar. :)
Nota-se que ainda está indecisa em ser como a mãe e a avó N. e sair de casa de "cara lavada" ou como a tia C. e a bisavó M. e não sair sem a sua pintura. ;)


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Já agora

Também queria férias desta vida parva em que transformei a minha, que nem é carne nem é peixe, nem trabalho, nem sou dona de casa, sou mais o não ser do que o simples ser. O que sou resume-se à condição e isso não me agrada nada.
E começo a perceber Shakespeare como gente grande.
Se não for pedir muito, férias do grande ponto de interrogação, please.

Algo parecido com férias

O pai da casa entrou ontem de férias, a miúda está em casa desde o fim da praia com o infantário - resolvemos dar-lhe férias grandes, já que as actividades lectivas tinham acabado. E eu só queria umas férias desta missão de educar, mandar, explicar, contrariar, ralhar. Pensei que o eliminar das situações de ansiedade criadas pelo contexto escola trariam paz e descontracção, estava mesmo a precisar. Trouxeram uma mimalhice pegada, choro por tudo e por nada, sem mais nem menos, por pequenas contrariedades, por todas as vontades não serem feitas todas ao mesmo tempo e hora e à medida que se vão alterando. Com direito a chantagem emocional, como se fosse a mais infeliz das criaturas. Uma vez por dia temos "cena".
É que assim, sem motivo, não tenho mesmo paciência. Falham as teorias, as explicações, a psicologia, tudo. Já nem sei o que é "normal para a idade" ou não. Nem se a culpa é minha ou do que é, se é tudo normal ou sou eu que já não vejo. Nem sei bem como agir. E eu estou cansada. É algo parecido com férias, sem férias e sem perspectivas de as ter.

domingo, 22 de julho de 2012

Sensibilidade

"Ooooh ele gosta dele. Faz-me ficar com os olhinhos molhados..." - quando o Manfred da Idade do Gelo, após ver as pinturas da sua família na caverna, se recorda da cena em que foi atacada pelos humanos e abraça com a tromba o bebé perdido.

E no mesmo filme "Estou a ficar com os olhos molhadinhos, porque o bebé não encontrou a mãe... quem me dera que ele encontrasse agora a mãe"- quando desaparece no rio, depois de entregar o bebé ao Sid e ao Manfred.

Também eu fico!

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sortinha

No mesmo dia que recebo resposta negativa de um processo de recrutamento, o marido dá de novo um jeito às costas que mal o deixa andar, com direito a hospital.
A juntar à festa a miúda na brincadeira com a R. [acrobacias disparatadas diga-se...] foi de cabeça directa ao chão, que até se ouviu pela casa e ficou com um sr. galo.
Ainda falam de 6a feira 13...

terça-feira, 17 de julho de 2012

Férias de Junho

Nas férias do pai no final de Junho, fomos passear até ao Alentejo com o objectivo de irmos ao Badoca Park, à custa do nosso querido banco. Aproveitámos para passear um pouco pela região, com o bónus de irmos ao Algarve 2 dias visitar um casal de amigos que por lá estava.
Foram dias muito bons, estava mesmo a precisar desanuviar da rotina (por vezes muito parva) e descansar do infantário (sim, eu mesma ;) )

Praias: a de Melides é muito bonita, uma calmaria. É preciso ter atenção ao mar, bravíssimo! S. Torpes, horrível! Se alguém num hotel vos recomendar, é dar-lhe um murro nos olhos. Fica perto da zona industrial e porto de Sines e a vista é essa. A areia é preta de petróleo, com direito a comentários da Joana "tenho sujeira nos pés" e "limpar esta porcaria". Fazer tantos km para vir para Leça cá do sítio, tá queto! Ah, indicaram-nos pelo mar ser calmo e mais quente (à custa de serem águas de arrefecimento de uma central). Só falta mesmo dar choques a praia nacional dos Simpsons.

Para registo fica a total falta de medo da Joana da água e de frio também. Bate o pedal pela piscina toda com a sua bóia e quando dizemos para voltar, que já não tem pé, 1º ignora, 2º diz-nos que sabe nadar - no fundo julga-se Nemo e a nós o Marlin - ora toda a gente sabe que o Nemo foi pescado por desobedecer...





Quanto ao Badoca, está um parque engraçado, com um novo conceito de animais em semi-liberdade e com o safari pelo meio do parque para ver os animais. Pela 1ª vez a Joana não perguntou "porque é que os animais estão presos?".

Não gostámos do pico de calor que ficou reservado para nós: 38ºC (nos dias "adjacentes" à estadia os termómetros andaram mais calmos...). Às 16h30 já estávamos de saída, directos à piscina. E bem é capaz de ter feito ppfffzzz ao mergulhar!
Ah também não apreciámos muito: no site dizerem que o safari (tema central) era de 1h e ter sido apenas 1/2 hora... shame on you Badoca!; o preço do restaurante: 13€ o buffett sem bebidas e sobremesa - optámos para descansar do calor, que até à sombra o ar queimava; as instalações dos macacos e sobretudo dos tigres enjaulados num espaço pequeno, totalmente fora do conceito de habitat natural.
Gostámos de uma forma geral, no entanto não achei nada de extraordinário, não ia lá de novo de propósito. Valeu pela alegria da Joana!





segunda-feira, 16 de julho de 2012

Cereja no topo do bolo


No domingo:
"Mamã, vais às aulas?"
"Não vou convosco a C. Paiva, porquê?"
"Eu queria que fosses às aulas."

Sem ressentimentos, tá miúda? Jogaste pesado! Lancei a manilha e tu o ás.
Onde está aquela mão que não larga a minha à porta da escolinha?
Não estou preparada para ser expulsa do ninho, nem os lémures escorraçam as mães!!!
Ó adolescência, serás tramada.

domingo, 15 de julho de 2012

Eu mereço

Estremunhada à meia-noite com qualquer sonho, levo-a para a minha cama. Depois de chorar de 5 em 5 minutos, ainda confusa, a querer acordar, em que tentei acalmá-la com palavras doces e mimos, passo ao pragmatismo da necessidade de dormir. Chora como se fosse o fim do mundo:
"O que queres?!"
"Quero que não sejas chata para mim"
"Só quero dormir, acho que não sou eu que estou a chatear-te."
"Quero ficar com o papá!"
Eu mereço. No fim do 1o ano lectivo, particularmente emocionante, eu mereço.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Pérolas engavetadas


"Camarão, camarão é de grandes perigos!" - música do Dartacão, que se deve referir a ter apanhado muito sol

Na infinidade da perguntas sobre bebés e quando o era:
"Quando eu era bebé estava aqui na barriga dentro da tua roupa"
"Sim, mas era dentro da pele"
"O quê?!? E tu vais ir me comer?!?"

"Hoje não vais à escola por causa das pintinhas"
"Hoje não vou porcauso da escola? E se calhar alguém vem me visitar?!"
"Quem é que querias?"
"O avô."
(é dr. avô)

A caminho do hospital na loucura da rotunda mais comentada do país:
"O carro estava a deitar gasóleo. É porque tem motor ? Eu tenho motor?"
Depois de me rir (e de passar a rotunda):
"Não temos, mas temos parecido, os pulmões e coração"

"Estou-me a afungar" - brincando ao faz-de-conta na banheira

"Que estás a fazer debaixo da mesa Joana?" - depois do jantar
"Estou a misteriar" - que é como quem diz investigar, descobrir o mistério ;)

"Corpo-espinho" - porco-espinho
"Compelido" - terminando uma tarefa, deve ser algo como cumprido + concluído

 

terça-feira, 10 de julho de 2012

Inevitável

... era que a história da sementinha do maninho surgisse nos mais diversos cenários, a saber:
- às educadoras à porta do infantário;
- aos meus tios-avós na aldeia;
- à cabeleireira que lhe disse que queria ter uma menina como ela. Resposta: "tens que arranjar um menino para encontrar uma sementinha para ti, o meu papá também vai arranjar uma para a minha mamã". Vá lá que não disse que era o pai a encontrar para ela.

Pessoalmente não me incomoda nada, mas provavelmente toda a gente já conhece a história, pode ser maçador. Isso e "ai e tal, é verdade"?!?

E se na escola há miúdos que falam em morrer, vai lá filha, conta a tua história, é bem mais divertida a origem da vida.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Dicotomia

"- Joana toca a comer!" [em vez de falar que nem um papagaio]
"- Está bem." - saca da sua flauta virtual e começa a tocar - ontem estava no seu melhor, depois de um dia excelente na praia/infantário e esta "dicotomia chora e ri" também me faz ir dos 0 aos 100 em 5 seg!

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Festa de Final de Ano


No passado dia 15.Junho foi a tão aguardada Festa do Final de Ano. O tema era "Todos Diferentes, Todos Iguais", no contexto do projecto anual "Educação pelos Valores". O teatro que fizeram era o "Global Kids". As educadoras eram as apresentadoras de um espectáculo com personagens de cada canto do mundo, os miúdos. No final dançavam mostrando que, apesar das diferenças, eram capazes do convívio e da partilha. Muito lindo e divertido!

A Joana foi a Jamila, a princesa das arábias, loira de olhos azuis! Esteve óptima, dançou todos os seus passinhos concentradíssima. Os miúdos acusaram todos o peso da responsabilidade e pelos vistos passaram o dia alterados e ansiosos! Ser estrela mundial não é fácil, sobretudo com a família a ver! No nosso caso, os pais e as avós (infelizmente eram no máximo 4 pessoas por criança)
Depois mostraram os seus dotes de inglês ao cantarem "We are the world" - mereciam um prémio e a miúda a cantar é digna de muitas visualizações no youtube! ;) É de chorar a rir, o que não sabe inventa!

Tivémos ainda um lanche-convívio e as crianças aproveitaram para libertar as energias no recreio.

No final foram entregues os diplomas, com a "aprovação" para o próximo ano. Deixam a sala das Formiguinhas e vão para as Joaninhas. Uau! E aí é que me apercebi de como já passou um ano e de como a minha filhota cresceu (a bem ou a mal ;) ). Não posso dizer que tenha sido tudo superado, ainda estamos em adaptação, mas a melhorar (note to self).



Trouxemos também os manuais e as actividades plásticas realizadas. Aproveitámos para elogiar muito e evidenciar a evolução ao longo do ano, de como era capaz de maravilhas, mostrando-nos muito orgulhosos - não foi preciso grande esforço. Neste aspecto, aprendizagem, perspicácia, compreensão, responsabilidade, linguagem, inteligência, a nota da Joana é máxima.
Desculpem se pingou baba para esse lado.


terça-feira, 3 de julho de 2012

Pum-Pum Pum-Pum-Pum Pum-Pum

pum-pum pum-pum-pum pum-pum bate descompassadamente o coração da progenitora, a cria está a fazer praia com a escolinha - serão 15 dias de arritmias.
Pela 2ª vez fiquei a ver (ao longe) a camioneta afastaaaaar-se - foi o último dia.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Fim do Sonho Europeu

Não me refiro ao fim do sonho de vencer o campeonato europeu, mas ao facto de, com a nossa eliminação e o fim do campeonato, não voltarmos a ouvir na abertura do telejornal "Boa noite, é Hugo Almeida..." (o repórter especial falava sobre a substituição do Postiga).
Voltaremos à crise e à austeridade e ao prós e contras sobre lutar ou resignar, em vez dos debates em todos os canais, sobre se somos ou não os melhores do mundo. E embrora não veja quase nada disto, sempre é uma coisa que soa melhor.
Ao menos que se mantenha a máxima "saimos de cabeça erguida como a selecção"!